Menopausa: O Ganho De Peso E Exercício

Um problema que afeta um grande número de mulheres é, certamente, o risco de que a menopausa afeta o peso do corpo. Aqui, vamos tentar aprofundar o tema, também sugere alguns tipos de exercício útil para manter a forma e, portanto, para evitar o ganho de peso.

A primeira questão a ser abordada é certamente este: a menopausa e o ganho de peso passar de mão em mão? As estatísticas sugerem que ele pode ser, porque, aparentemente, os dados confirmam que a l’ganho de peso é um fato comum para muitas mulheres, após a menopausa. Até mesmo as estatísticas afirmam que cerca de 30% das mulheres com idade entre 50 e 59 não são apenas estar acima do peso, mas com problemas de obesidade. É muito importante entender o que é e como exercícios físicos você deve exercitar regularmente, perder peso e mantê-lo “sob controle”.

Os riscos associados com o aumento do peso corporal após a menopausa

Na realidade, os riscos que o aumento de peso pode resultar em são bem conhecidos: o mais comum consequências são a pressão alta e a possibilidade de ocorrência de doenças cardíacas e diabetes. Quanto mais gordura se acumula ao redor da cintura, mais estes riscos aumentam. Infelizmente, é possível que a menopausa implica também o aumento da cintura: você só precisa olhar no espelho e entender que o tempo, passou a adotar algumas medidas compensatórias (89 cm de cintura).

Por que é tão provável o ganho de peso após a menopausa

o Que liga o ganho de peso para a menopausa? É provável que seja uma combinação de fatores, claro, também para o envelhecimento do corpo. Um fator importante é o nível do hormônio estrogênio. Em alguns estudos realizados em animais revelaram como o estrogênio parece ajudar na gestão do peso corporal: as letras têm verificado que os animais estudados, com baixos níveis de estrogénio, tendem a comer mais e ser menos ativos fisicamente. Além disso, um baixo nível de estrogênio também pode reduzir a taxa metabólica, que é o processo pelo qual o corpo converte as calorias armazenadas em energia. Há, portanto, a possibilidade de que ele acontece a mesma coisa com as mulheres, quando os níveis de estrogênio caem devido à menopausa. Isso pode ajudar a retardar para baixo, l’ganho de peso. A falta de estrogênio, portanto, tendem a “impigrire” certas características do corpo humano, por exemplo, o consumo de açúcares e amidos no sangue, fazendo assim, para aumentar os depósitos de gordura e tornando mais e mais difícil eliminação. Um remédio pode ser uma terapia hormonal estrogênica, o que pode ajudar a aumentar suas taxas metabólicas. Outros fatores ainda outro lado, são ligados a idade, as alterações, também com relação ao estilo de vida relacionados ao envelhecimento, podem ser responsáveis por ganho de peso. Por exemplo, trivialmente, para um normal desaceleração da atividade física. As estatísticas dizem que sessenta por cento dos adultos não são suficientemente ativo e a percentagem de curso aumenta com a idade. Além disso, a normal a perda de massa muscular devido ao envelhecimento leva a uma diminuição do metabolismo de repouso, de modo a facilitar o acúmulo de gordura. Ainda: sempre devido ao envelhecimento, uma vez em operação, para usar a mesma energia, como no passado, e para ser capaz de atingir um nível de consumo que faz uso da física de reservas de gordura, e em que começam a perda de peso, pode ser necessário aumentar a quantidade de tempo e l’a intensidade com a qual você está se exercitando.

Artigo similar:  A indústria da carne espanhola move 22.168 milhões de euros e 80.979 empregos diretos

Por que fazer exercício físico após a menopausa

A resposta é bastante óbvia: quanto mais ativo você for, menor a probabilidade de que haverá de ganhar peso. Institutos de pesquisa são unânimes em declarar que é tudo apenas a 10 minutos ou um pouco mais por dia de atividades aeróbicas, para começar a diminuir a cintura. A diferença é evidente pela comparação de amostras de mulheres que se exercitam regularmente em comparação com outros que em vez disso não. Além disso, a l’exercício ainda é fundamental, mesmo depois de perder peso para manter os resultados.

Outros benefícios do exercício após a menopausa

a atividade física regular traz muitos outros benefícios além da perda de peso, incluindo:

– Menor risco de osteoporose
– Menor risco de síndrome metabólica, derrame e outras doenças cardiovasculares
– Melhora a resistência’de insulina
– Mantém articulações e músculos fortes
– Ajuda o intestino a funcionar corretamente, o intestinais
– Alivia os sintomas de depressão e ansiedade
– Melhora a saúde em geral

exercícios físicos são os mais apropriados para a prática após a menopausa

Quais são os tipos de exercícios que podem ajudar você a perder peso e a manter o direito do peso corporal após a menopausa?
Definitivamente, um bom programa de treinamento, “força”, talvez com a ajuda de um personal trainer, pode ajudar a fortalecer a massa muscular e melhorar o metabolismo. Além disso, o exercício também é útil para manter a densidade óssea, que com o avançar da idade tende a diminuir. Este tipo de treino é para trabalhar junto com o movimento real, a pé ou de bicicleta, duas ou três vezes por semana. Exemplos de treinamento de força são as máquinas clássicas para os pesos, halteres e barras, exercícios de yoga, mas até mesmo o simples ato de jardinagem. O movimento aeróbico de baixo impacto também é bom para o coração e os pulmões. Tome-se, por exemplo, é uma das melhores escolhas porque você pode fazer isso em qualquer lugar e a qualquer hora. Outros exemplos de exercícios aeróbios são natação, ciclismo, aeróbica, tênis e dança. Portanto, aconselhamos que você exercício , mesmo moderadamente, mas por pelo menos 30 minutos tentando fazê-lo todos os dias da semana. Outros “truques” que são úteis são aqueles que adicionar várias atividades para a habitual, como, por exemplo, lavar o carro, brincar de esconde-esconde com seus filhos ou netos, jogar ping-pong, etc…

Artigo similar:  → How to Eliminate Dark Circles Under Eyes With Cucumber!

Outras dicas para ajudar a garantir a conclusão bem-sucedida dos exercícios

Antes de iniciar um ciclo de treinamento, pode ser de ajuda:

– e Converse com seu médico ou com um personal trainer.
– Escolher atividades agradáveis, de modo a suportar de bom grado à fadiga.
– Encontrar um parceiro em atividade física para ajudar a manter a motivação.
– Comprar os sapatos e as roupas são mais adequados.
– Escolher uma data para iniciar e começar.

Depois de iniciar a l’exercício:

a Prática de, pelo menos, 10 minutos de warm-up antes de iniciar a l’formação real, com a finalidade de suavemente dissolver os principais músculos e evitar o clássico trauma frio. No caso de exercício ao ar livre, especialmente nas estações mais frias é aconselhável para esticar e afrouxar os músculos que estarão mais interessados no tipo de exercício que você realiza. No caso de notar a nova dor durante o exercício, deve parar imediatamente e consultar o seu médico pessoal.
Aumente gradualmente a distância ou comprimento l’a intensidade do seu treino. Variar o tipo de exercício, para evitar ficar entediado e afetar a maioria dos músculos possível.
Além disso, é claro, para obter os melhores resultados e otimizar o esforço, a boa nutrição é a base de tudo. Listados abaixo estão algumas dicas:

– Escolha cereais integrais, frutas, verduras, legumes e proteínas magras.
– Ficar longe de alimentos processados.
– Manter um diário de comida ou, para aqueles que não estão familiarizados, usar vários programas de computador e/ou aplicações para se manter em verificar a quantidade de calorias.
– Não comer muito tarde da noite.
– Quando você come fora, opte por pratos simples e em pequenas porções.
– Comer pequenas quantidades, mas com mais frequência.

Artigo similar:  La Dieta de la BOLSA de

Autor | Daniela Bortolotti

© REPRODUÇÃO RESERVADOS